Aport Educaional

Aport Educacional: saiba como cursar Medicina Veterinária no Rio de Janeiro

Você tem vontade de estudar medicina veterinária no Rio de Janeiro? A Aport Educacional, especializada em educação e soluções inovadoras, oferece a opção de ensino híbrido. Neste post, vamos te mostrar como é possível fazer o curso dos seus sonhos, na ‘cidade maravilhosa’. E, melhor de tudo, mesclando entre aulas práticas presenciais e teóricas online. Confira!

Curso de medicina veterinária no Rio de Janeiro
A Aport Educacional oferece laboratório prático aos alunos de medicina veterinária | Foto: freepik.com

Curso de medicina veterinária no Rio de Janeiro

Estudar, morar e trabalhar no Rio de Janeiro é o sonho de muita gente. Se você deseja viver na ‘cidade maravilhosa’ para cursar medicina veterinária, a Aport Educacional oferece a melhor opção! A partir do ensino híbrido, mescla aulas presenciais com aprendizagem remota por meio de tecnologias digitais.

O curso de medicina veterinária, da Aport Educacional, oferece a estrutura ideal para o aprendizado prático do aluno. E o melhor: tem uma clínica veterinária própria e disponível para os alunos usarem nas aulas, estudos, treinamentos, estágios e atendimentos. Imagina, que maravilha, estudar e trabalhar em um só lugar!

Medicina veterinária:

No geral, o curso de medicina veterinária é desenvolvido para profissionais que desejam prevenir, diagnosticar, tratar e garantir o bem-estar e a saúde dos animais.

Área de atuação:

O mercado de trabalho para esse profissional é amplo. É possível atuar em defesa sanitária animal, vigilância sanitária animal, vigilância ambiental, consultor em impactos ao meio ambiente e produção animal, atendimento clínico, atendimento cirúrgico e entre outros. Além disso, os cuidados podem ir desde animais de estimação até silvestres.

O que é ensino híbrido da Aport Educacional?

O ensino híbrido é uma abordagem pedagógica que mescla atividades presenciais com atividades remotas, por meio de tecnologias digitais de informação e comunicação (TDICs). Segundo o livre docente da Unicamp, José Armando Valente, escreve no prefácio da obra “Ensino Híbrido” (2015): “na essência, a estratégia consiste em colocar o foco da aprendizagem no aluno e não mais na transmissão da informação que o professor tradicionalmente realiza”.

O principal diferencial nessa prática é que o aluno aprende com o material em diferentes situações e ambientes, enquanto a sala de aula passa a ter a função de aprendizado ativo e ser um lugar para atividades práticas, realização de projetos e trabalhos, discussões, aulas laboratoriais, dentre outras coisas. O papel do professor, nessa abordagem, é apoiar os alunos e incentivar a colaboração entre os colegas de turma.

Ao contrário do que muitos pensam, o ensino híbrido não tem nada a ver com modismos. Na verdade, a mudança para o ambiente digital tem ocorrido nas últimas décadas e está cada vez mais forte. A informatização modificou diversos setores, como os bancos, por exemplo.

Na década de 1980 o cliente era totalmente dependente do bancário. Tudo que tinha que resolver, era só no banco. Atualmente, o cenário mudou, e temos diversas opções: caixa eletrônico, aplicativo de celular, site, redes sociais, dentre outras opções.

A mesma situação ocorre na educação, porém a passos mais lentos e cautelosos. No ensino híbrido, o estudante tem um papel mais ativo na sua própria aprendizagem, buscando resoluções de problemas, desenvolvendo projetos e construindo sua bagagem de conhecimento.

“O professor tem a função de mediador e consultor do aprendiz. A sala de aula passa a ser o local onde o aprendiz tem a presença do professor e dos colegas, auxiliando-o na resolução de suas tarefas”, afirma José Armando Valente.

Diferencial do ensino híbrido

Um dos principais diferenciais do ensino híbrido é o que o aluno chega na sala de aula com um conhecimento prévio sobre o assunto abordado. Isso facilita o processo de aprendizagem, pois a partir do momento que ele recebeu o conteúdo previamente, a sala de aula será um espaço para tirar dúvidas com o professor e assimilar melhor a ideia ao lado de seus colegas.

Esse tipo de abordagem tem diversos benefícios: maior autonomia, possibilidade de autoavaliação, aprofundamento de ideias durante a aula presencial, percepção e coleta de experiências, colaboração e trocas sociais entre colegas e professores. “A implementação do ensino híbrido requer a boa formação do professor, a adequação do currículo, bem como das atividades curriculares e da dinâmica de sala de aula”, conclui José Armando Valente.

Isso tudo você encontra na abordagem de ensino híbrido da Aport Educacional. Se você deseja cursar medicina veterinária no Rio de Janeiro, na região central, essa é a melhor opção! Aqui, você terá autonomia para organizar sua rotina de estudos, professores qualificados para responder suas dúvidas, excelente localização, ótimo preço e uma clínica para ganhar prática, tanto nos atendimentos presenciais quanto nos teleatendimentos. Clique aqui e saiba mais!

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Aport Educacional é uma empresa de educação especializada em ensino ancorada em soluções inovadoras. Nossa empresa oferta cursos de qualidade de graduação e pós-graduação, além de cursos técnicos.

Posts populares

Leia também

Utilizamos cookies para oferecer a melhor experiência para você. Ao utilizar este site, você concorda com o uso destes cookies.