Aport Educaional

5 mitos sobre o ensino híbrido que você precisa conhecer

Em um momento da história em que o ato de ensinar conversa diretamente com as ferramentas digitais, de forma que novos modelos e métodos educacionais são criados e aprimorados a todo instante, o ensino híbrido desponta como a proposta capaz de unir o que há de melhor dentre os métodos de ensino presencial e virtual.

o que e ensino hibrido
O ensino híbrido concilia aulas presenciais e online I Foto: Freepik

5 mitos sobre o ensino híbrido

Apesar de ser tendência na atualidade, o conceito de ensino híbrido já existe há mais de vinte anos e mesmo com mais de duas décadas de bagagem, esse sistema de ensino e aprendizagem ainda está cercado de mitos e dúvidas sobre seu funcionamento.

É bem verdade que ao longo dos anos e com o aperfeiçoamento da tecnologia, especialmente no meio digital, o ensino híbrido significado sofreu algumas modificações, passando a abranger novos conceitos e situações.

Sendo assim, vale a pena conferir um pouco mais desta metodologia e desmistificar alguns mitos a respeito dela.

1. Ensino híbrido é o mesmo que EaD

Uma das principais crenças a respeito do ensino híbrido é que ele e o Ensino a Distância (EaD) são a mesma coisa. Isso é mito!

Os dois têm características em comum, mas que residem apenas na utilização de recursos digitais e de aulas online, pois as propostas e metodologias são diferentes. Um sistema de ensino híbrido oferece aulas práticas presenciais e teóricas online, podendo agregar recursos digitais nas duas situações.

Esse modelo híbrido valoriza e estimula o protagonismo do aluno durante o aprendizado e permite um acompanhamento minucioso do desenvolvimento do estudante. Já o EaD funciona numa esfera 100% digital e tem uma proposta semelhante aos métodos de ensino tradicionais.

2. O ensino híbrido depende 100% da internet

Não há como negar que a internet está presente no ensino híbrido, porém, ela não é a única ferramenta utilizada e sua ausência não impede o andamento da aprendizagem.  É possível recorrer a recursos offline e ainda assim digitais para realizar as atividades solicitadas. Tudo depende do planejamento das aulas.

3. O ensino híbrido é um formato fixo

O sistema híbrido de ensino não é estático, afinal, se assim fosse, não haveria como acompanhar o desenvolvimento da tecnologia. A verdade é que existem diferentes graus de implementação desse sistema, variando de acordo com o curso e a instituição escolhida.

Na prática isso significa que a instituição de ensino pode oferecer diferentes implementações de ensino híbrido,desde uma adoção moderada a radical, e que o aluno pode optar por aquela que melhor se adequa às suas necessidades.

4. O ensino híbrido reduz a interação entre alunos e professores

Este mito está atrelado às aulas online do ensino híbrido e é reforçado pelo distanciamento físico entre estudantes e professores durante esses encontros, mas é importante lembrar que as ferramentas digitais não ficam restritas aos encontros virtuais. Além disso, existem diversas ferramentas que mantêm essa interação viva, como fóruns, chats e trabalhos em grupo.

Vale pontuar também que, mesmo durante as aulas virtuais, há uma maior aproximação com o professor, visto que há diversos meios de comunicação e mais horários disponíveis para atendimento.

5. As aulas não presenciais se resumem a videoaula

Este mito vai contra a proposta do ensino híbrido, que tem como princípio a valorização dos processos de ensino e aprendizagem, além de posicionar o aluno como protagonista e potencializar suas habilidades. Portanto as aulas teóricas online podem dispor de atividades assíncronas, pesquisas, fóruns e demais atividades que vão além da transmissão do conteúdo teórico. 

Vantagens do ensino híbrido

O ensino híbrido está cada vez mais recorrente na educação brasileira. Afinal, são inúmeras as vantagens que esse sistema oferece, a começar pela flexibilidade de horários, principalmente para os estudantes que precisam conciliar seus estudos com o trabalho.

Além disso, é inegável que o sistema híbrido de ensino confere maior autonomia ao aluno, possui um menor custo em relação ao modelo presencial, é mais dinâmico, pois permite o uso de várias metodologias e múltiplos espaços de aprendizagem.

Vale lembrar também que o ensino híbrido permite que o aluno conquiste um diploma com o mesmo valor profissional dos cursos 100% presenciais. Como pode ver, o modelo de ensino híbrido tem diversas vantagens e vai permanecer por muito tempo ainda.

Conheça o curso de medicina veterinária com ensino híbrido

Dominar a teoria e as atividades práticas de seu curso é essencial para todo estudante universitário. Pensando nisso, a Aport Educacional estruturou o curso de medicina veterinária nos moldes do ensino híbrido, integrando os dois eixos de aprendizagem para que o aluno desenvolva ao máximo suas habilidades e seja capaz de atuar no mercado de trabalho com excelência.

O curso conta com 60% de carga presencial, sendo a maioria direcionada para as aulas práticas, o ensino é personalizado com metodologias ativas, apresenta aulas práticas desde o primeiro período e conta com professores qualificados e experientes.

Aport Educacional dispõe de uma clínica veterinária própria para os alunos realizarem as atividades práticas e os estágios acadêmicos, além de oferecer conteúdo online exclusivo. Tudo isso pautado na qualidade e excelência de quem deseja oferecer o que há de melhor no ensino híbrido.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Aport Educacional é uma empresa de educação especializada em ensino ancorada em soluções inovadoras. Nossa empresa oferta cursos de qualidade de graduação e pós-graduação, além de cursos técnicos.

Posts populares

Leia também

Utilizamos cookies para oferecer a melhor experiência para você. Ao utilizar este site, você concorda com o uso destes cookies.